Fotoproteção

Fotoproteção

O sol é o principal fator ativador da vitamina D no nosso organismo. Apenas 10 minutos diários de sol são suficientes para prover todas as nossas necessidades. Para o bronzeamento é necessário um tempo maior de exposição ao sol, e, embora a pele bronzeada seja muito "cultuada" em nosso meio, a verdade é que este costume pode causar sérios danos à pele devido ao efeito cumulativo da radiação solar.

A importância de se proteger do sol: além do câncer de pele, o sol está diretamente relacionado ao envelhecimento precoce da pele, além de queimaduras, desidratação e da insolação. Por isso, a prevenção é extremamente importante, devendo iniciar-se na infância, e prolongar-se por toda a vida.

COMO SE PROTEGER
Os filtros solares são substâncias destinadas a proteger a pele do sol (das radiações ultravioletas A e B). A curto prazo, eles protegem a pele de queimaduras e alergias solares e, a longo prazo, de envelhecimento e câncer de pele.

O que é Fator de Proteção Solar (FPS)?
Os Fatores de Proteção Solar (FPS), presentes em todos filtros solares, são uma medida que indica quanto tempo uma pessoa pode ficar exposta, sem se queimar. Eles auxiliam na escolha do produto de acordo com o tipo de pele. Para peles mais claras, o tempo de exposição solar necessária para queimá-las é menor do que para peles mais resistentes.
Portanto, as peles mais claras necessitam de filtros com FPS mais altos (FPS 30), enquanto que nas peles morenas (mais resistentes), um FPS mais baixo é suficiente para garantir a proteção solar (mas no mínimo FPS 15).
Os filtros com FPS maior que 30 parecem ter um risco maior de desenvolvimento de sensibilização cutânea (alergia de pele), devido ao aumento da concentração de filtros solares- devendo ser indicados pelo médico assistente, conforme a necessidade do uso.
De um modo geral, deve-se usar o filtro solar de maneira regular com um FPS entre 15 e 30, dependendo do tipo de pele, presença de doenças de pele, prática de esportes, altitude da região e condições ambientais. Superfícies como areia, neve e água podem refletir muito a luz solar.

Cuidados adicionais
Tão importante quanto o uso de filtros solares é o horário de exposição, devendo ser evitado entre 10:00 e 16:00 horas (período de maior incidência de radiação ultravioleta).
Apesar da sensação de frescor, até 50% da radiação solar pode atingir partes do corpo submersas na água. Dias nublados (mormaço) também emitem radiações com riscos de queimadura solar. Superfícies de vidro (óculos, vidros) bloqueiam toda radiação UVB e parte da UVA apenas.
Os idosos utilizando filtros solares (mesmo acima FPS 15) estão recebendo radiação solar adequada no que diz respeito ao risco de osteoporose.
Chapéu e roupas são protetores importantes da radiação solar (com FPS entre 8 e 12), mas camisetas molhadas e tecidos "porosos" permitem a passagem dos raios ultravioletas. Os guarda-sóis, por isso, devem ser de tecido de algodão o mais compacto e forrado possível e não os confeccionados com nylon fino. A proteção oferecida pelos tecidos depende da fibra, densidade e cor. Os tecidos sintéticos (poliéster) oferecem maior proteção que os de fibras naturais (como o algodão).

O uso adequado de filtros solares implica em:
- Aplicação abundante e uniforme e antecedendo à exposição em média 30 minutos
- Reaplicação freqüente (a cada 2 horas e mais freqüente após exercícios físicos, mergulhos e transpiração excessiva)
- Não esquecer dos protetores labiais e óculos escuros
- Escolher a substância adequada, tais como não usar produtos oleosos em pacientes com acne e seborréia e não usar produtos em forma de gel em peles secas.